ARTIGO: A apatia sobrenatural e a vontade de sentido: Pascal e Frankl – Carlos Frederico Lauer Garcia

senhor44
Resumo
Neste trabalho, apresentamos um paralelo entre Blaise Pascal e Viktor Frankl a partir da comparação entre a finitude da compreensão humana e o desejo humano de um sentido infinito. Num primeiro momento, trataremos da expressão “apatia sobrenatural” em Pascal. Em seguida, apresentaremos a relação, ainda em Pascal, entre o sofrimento e a perturbação dessa apatia. Com relação a Frankl, examinaremos primeiramente a relação entre sentido e transcendência, mesmo no sofrimento. A partir daí, concluiremos com a questão de um sentido infinito. Ao longo do texto, proporemos um diálogo entre nossos autores, principalmente a partir da segunda parte.
Link para o artigo

Deixe uma resposta